Aula Teste: como “tirar de letra”

AULA TESTE.fw

Aula teste é um assunto que muitos me perguntam tanto no e-mail quanto nos comentários do blog. Por esse motivo e por estarmos no final do ano, considerei ser um ótimo assunto para tratar neste post.

Para ficar mais clara a explicação, vou dividir o artigo em três pontos diferentes: escolha de tema, planejamento e preparação e o dia “D”. Antes de começarmos com as dicas, gostaria ainda de deixar claro que cada profissional avaliador tem um padrão esperado na aula e certamente vai de encontro às necessidades da escola, portanto procurarei ser mais geral neste texto!

Escolha de tema: há escolas que preferem já indicar um tema para a aula e outras que deixam o profissional escolher. Já avaliei bastante, contando que já fui coordenadora de área do Colégio Objetivo e, a princípio, deixava os candidatos escolherem. Não durou muito.. passei a preferir escolher, pois notei que muitos pareciam bons, mas escolhiam conteúdos muito fáceis, então não tinham muito o que avaliar. Além disso, cada um escolher um tema não me dava dados necessários de comparação entre os candidatos.

AULA TESTE.1.fw

Só por essa introdução, você deve ter notado que indico a escolha de um conteúdo um pouco mais difícil ou detalhado de se tratar em aula. Procure sempre escolher conteúdos que lhe deem um certo “trabalhinho” para planejar a aula. Seja uma aula de 10 minutos ou de meia hora, o importante é que dê ao avaliador condições reais de avalia-lo. Conteúdos mais complexos irão demonstrar que você consegue dar qualquer aula que seja necessária e ainda aponta ao avaliador que você abraça o desafio da aula teste – e das demais que a escola precise.

Planejamento e preparação: escolhido o tema, primeiramente planeje muito sobre o assunto e separe tudo o que você encontrar. Veja se consegue ainda algum recurso externo como um “realia” ou cartaz. Para quem não conhece, o “realia” é um objeto que torna o conceito mais real e auxilia na explicação. No caso de ciências, por exemplo, pode ser uma peça que reproduz um órgão do corpo humano.  Em uma aula de matemática, por exemplo, seria material dourado ou cuisinaire. Depende da necessidade.

Com tudo separado, faça um PLANO ESCRITO, usando o que você aprendeu sobre planejamento escrito de aula, para os passos e estratégias de sua aula inteira. Mesmo que seja uma aula de apenas 10 minutos, coloque tudo no papel, até mesmo o que você sabe que não terá tempo de usar. Em uma aula curta, certamente você utilizará apenas uma parte de seu planejamento, mas tê-lo escrito para poder apresentar ao avaliador te dará alguns pontos “extra”.

AULA TESTE.2.fw

Agora, o mais importante desta fase: TESTE MESMO! O mais indicado é gravar a aula que você dará na escola em sua casa e depois assistir. Somente assim você mesmo poderá notar o que precisa melhorar. Se tiver possibilidade, convide algum amigo para assistir, assim terá uma segunda – ou até terceira! – opinião sobre seu desempenho.

O dia “D”: sempre recomendo que no dia da aula teste o candidato não se preocupe muito com a aula. Com tudo estudado antes, não deveria ter que se preocupar. Até mesmo os materiais que você irá usar recomendo que separe no dia anterior, para não esquecer nada: folhas de atividades ou explicações para o(s) avaliador(es), “realia”, planejamento e tudo o mais que precisar.

Logo que chegar na escola e tiver seu primeiro contato com o(s) avaliador(es), procure cativá-lo com assuntos triviais, antes de começar a aula. Mostre-se amigável e converse sobre outras coisas enquanto prepara a sala de aula do modo que precisar para sua aula. Isso já criará um vínculo entre vocês e mostrará que o avaliador terá um bom acesso durante a aula teste, deixando tanto ele quanto você à vontade.

AULA TESTE.3.fw

Preparado o ambiente, entregue o planejamento e atividade/ explicações se for o caso para o(s) avaliador(es) e comece sua aula. Use muito pouco a lousa, pois geralmente avaliamos se o professor vira muito de costas para os alunos. Se virar, é porque dá mais aula para a lousa do que para a turma! Dose a participação dos avaliadores. Já naquela conversa do início que sugeri você poderá saber se o avaliador tem ou não disposição para participar. Alguns avaliadores preferem apenas observar a postura e outros gostam de ter uma participação, pois gostam da interatividade entre professor e aluno. Você só saberá na hora da aula teste o que será melhor, neste caso. Como? Isso é fácil! Se o avaliador interromper a aula com postura de aluno, tirando dúvidas ou fazendo observações é porque gosta da interatividade. Neste caso, tente interagir mais com ele.

Com a aula preparada previamente, apenas siga o que estudou e treinou e seja bastante natural. É importante que o avaliador o sinta natural, pois terá maior confiança em seu trabalho. Nós, avaliadores, damos sim um desconto para os mais nervosos, mas a segurança dá vários pontinhos a mais na conta dos candidatos também.

Ao terminar a aula teste, alguns avaliadores ( como eu ) já dão o resultado em instantes. Sei que as pessoas ficam com expectativas altas e se ele tem chance, já aviso. Se não tem, aviso também. Outros falam que entram em contato. Neste caso, não há problema em perguntar se há um prazo para entrar em contato, pois até demonstra que você tem outros empregos a vista e precisa de um prazo para poder se planejar.

Bem, basicamente é isso! Claro que há ainda outras dicas interessantes que posso dar, inclusive sobre como fazer o currículo, que é algo ainda anterior a essa fase, mas aos poucos vamos tratando deste assunto que parece ser algo que atrai a atenção de muitos professores.

Espero que tenha gostado! Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *