Como ensino meu aluno a usar o caderno?

Embora seja algo usual para muitos professores, alguns ficam em dúvida sobre a melhor maneira de ensinar a usar o caderno. Não é para menos, pois cada um de nós teve uma experiência diferente de uso de caderno na escola.

Pessoalmente, voto pela qualidade de uso e não pela quantidade, embora meus alunos sempre tivessem terminado o ano com boa parte do caderno utilizado.

A questão principal, antes de falar como ensinar a usar, seria qual é forma correta de usar. Digo isso porque já vi coisas que para mim pareceram esdrúxulas de se fazer com um caderno e para o professor que usava daquela forma parecia, de certa forma, normal.

Se tem algo que demais é pesquisar. Sempre fui assim, desde pequena. E se tem algo que já pesquisei bastante, é exatamente esta questão do caderno.faixa 1.caderno

 

 

 

Para os menores – e se me perguntar, diria que até o terceiro ano, pelo menos – eu recomendo sempre cadernos de brochura. Simplesmente pelo fato do movimento da mão ao escrever, já nem precisaria de outra explicação, mas vale o uso também por não ter a possibilidade do espiral de arrancar tão facilmente a folha.

Se o aluno arranca uma folha do brochura, a continuidade da folha, do outro lado do caderno, cai. Caso haja necessidade de tirar a folha por algum motivo, o correto é recortar a parte da margem e a parte de margem que permanece deve ser colada no caderno. Isso o deixa com as demais folhas intactas e firmes e ainda demonstra organização.

Para os maiores, sem problema usar espiral, mas é preciso também explicar como usar. Muitos professores de quarto ou quinto ano supõem que o aluno chega já sabendo usar tudo, mas não é verdade. Novo professor, nova regra. A menos que seja um professor “largado” – sejamos sinceros, pois em toda profissão há pessoas que não se importam… infelizmente. A boa notícia é que se você está lendo esta postagem, felizmente se encontra no grupo de super professores, que são super mesmo e não precisa se preocupar de alguém o achar “largado”.faixa 2 (1)
Sim, como todo objeto o caderno tem partes e cada parte dele foi feita com uma função diferente.

Particularmente, se o caderno for dividido em matérias, gosto de separar com capas internas, tipo desenho para pintar, mesmo, e colocar ao redor da folha o durex colorido. Desse jeito fica bem separado e organizado, tanto para o professor, quanto para o aluno. Além disso, cumpre a função SOCIAL do caderno, que é a de qualquer pessoa que o pegar pode entender o que foi feito. O caderno não é feito para o aluno e o professor. Ele é um produto com função social, que deve ser entendido por qualquer pessoa que o ler.

Tenho no YouTube um vídeo sobre o durex colorido, se achar interessante a ideia. Basta clicar aqui!

folha_papel_pautado Eis ao lado uma típica folha de caderno.

Primeiramente, o aluno tem que saber o que é a margem e para que serve. Afinal de contas, ela é um limite e limites devem ser respeitados em qualquer lugar. São dos pequenos limites que aprendemos os grandes.

Costumo explicar bem sobre a margem esquerda, que é parâmetro de limite para o início dos textos e lições. Depois, explico bem sobre a margem direita que serve de limite para a escrita. Caso o aluno atinja a margem, deve usar a próxima linha.

A folha do caderno tem frente e trás. Achou engraçado eu mencionar? Pois é… o fato é que muitos professores não usam a parte de trás do caderno. Se não fosse para usar, estaria ali? Pois é… lembre-se que o caderno tem função social e os pais do aluno também vão ver o caderno em algum momento, além de outras pessoas que irão avaliar seu trabalho. Qual é a justificativa para não usar a parte de trás da folha? ( e não vale falar que é porque você ACHA que é ruim escrever porque está escrita já na frente, porque ACHAR não é justificativa, tem que ter um motivo ).  Se o aluno quiser optar por não usar a parte de trás mais tarde, já maior, sem problema, mas enquanto aprende, por qual motivo aprenderia errado?

Fato da folha com frente e trás resolvido, naturalmente quanto o aluno acaba de usar a frente, deverá usar a parte de trás, como acontecem com livros, revistas… tudo muito social mesmo.faixa 3 (2)

 

 

 

folha_papel_preenchida.fw

A lousa é o reflexo do caderno. Por isso, quando ensinava o aluno de primeiro ano a usar o caderno, deixava na lousa as linhas e margens. Ele precisava aprender a ver os detalhes. Claro que alguns percebem logo, mas nem todos. Por isso é importante que a lousa fique o mais parecida possível com o caderno.

Lousa preparada, sempre tenha o cuidado de anotar um cabeçalho. No meu caso, considero o local ( nome da escola ) e a data. O nome do aluno já está no caderno e ele usa sempre em folhas, portanto desconsidero no cabeçalho.

Explique ao aluno a importância do cabeçalho, especialmente por causa da data. É ela que irá registrar os avanços do aluno, como se fosse um diário. Também tem função social.

Sempre e em toda lição, dê um título. Desde sempre o aluno deve estar acostumado ao título. Primeiro, porque ele ajuda a criar categorização no cérebro do aluno, pois o título coloca os exercícios dentro de uma categoria. Nem que seja para escrever “Atividades de Reforço”, coloque título. Ensine que o título fica centralizado. A palavra “centralizado” é importante de ressaltar, pois o aluno irá usá-la muito em contato com a tecnologia. Dê sempre um destaque colorido ao título, ajuda a fixar sua função. Tente variar os títulos que utiliza.

Chame a atenção dos alunos em relação aos espaçamentos e linhas. Quando pular, como pular. Se for colocar questões, por exemplo, ao lado das questões você pode colocar ( fora das linhas desenhadas na lousa ) um número de linha a ser pulado.

Sempre que alterar o exercício, use cores para identificar. Facilita para os disléxicos e também para os desatentos. Além disso, nunca use marcadores simples. No caso do exemplo de folha que preparei, na imagem, usei marcadores de letras para os itens do exercício ( a, b, c …). Desta forma, não causa dificuldade para os alunos com dificuldades de leitura, como os disléxicos.

Um último conselho, não menos importante, é que, logo no primeiro dia em que usar o caderno com os alunos, tenha uma paciência e zelo maior em relação ao procedimento. Explique do cabeçalho, enquanto eles escrevem, passe pelas carteiras e verifique se há alguma ajuste. É melhor ajustar agora do que depois, quando a matéria fica mais densa e você tem menos tempo. Explique do título e passe entre as carteiras verificando. Oriente os alunos que tiveram dificuldade.

Se esse trabalho inicial for bem feito, certamente você terá cadernos maravilhosos na aula, pois o aluno terá compreendido sua função e notado o quanto você aprecia um trabalho bem feito.faixa 4

 

 

 

Agora, pode ser que você se retorça e diga que sempre fez isso e é normal, mas não é. Lembra que eu fiquei falando bastante da função social?

Bem… é um FATO que a função social do caderno é a escrita. Foi para isso que ele foi feito, além de outras funções relacionadas à organização de escrita.

Também é FATO que se fosse para ele guardar folhas, ele seria uma pasta, não um caderno. Pastas são feitas para guardar folhas.

Muitos professores têm a mania de colar todas as folhas de lição ( não estou falando de caderno interativo… essa é outra história, outra função ) no cadernode lição. Olhe bem para o caderno e diga que acha lindo… ele ficar gordo e com um montão de folhas saindo pelos lados, sem cumprir sua função de escrita, com folhas dobradas nos cantos, todas tortas e com muitas quase caindo pelo peso das folhas coladas. Percebe?

As folhas não são feitas no tamanho do caderno, são feitas no tamanho das pastas. Usar o caderno desta forma, demonstra para a sociedade que o professor não sabe usar um caderno. Estou falando seríssimo. Como já afirmei anteriormente, o caderno tem função social e ele é não é feito para o professor e para o aluno. Ele tem uma norma social. Se o coordenador, pai do aluno, diretor ou colega pegarem o caderno, devem ser capazes de identificar como um bloco de lições feitas pelo aluno completamente, não com folhas coladas. A pessoa pode pensar que o professor não sabe usar o caderno. Já somos tão mal vistos por tantos setores… imagine então as pessoas pensarem que nem ensinar a usar caderno o professor sabe…

Lugar de folha é na pasta. É para isso que foram feitas. Não importa se é pasta de plásticos, pasta de elásticos ou pasta de grampo. A folha deve ficar por lá. Esta é a função da pasta.

 

Bem, acredito que tenha falado bastante e certamente penso em fazer um vídeo para meu canal YouTube sobre o assunto, pois considero bem importante que o professor mostre o quanto ele é qualificado. Antigamente diziam que o caderno é o espelho do aluno. Na verdade, o caderno é o espelho do aluno e do professor, porque é o professor quem ensina como usar e cabe ao aluno usar o que aprendeu.

Espero ter dado dicas bem legais para você hoje! Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *