Compreenda a DISLEXIA! Ajude seu aluno! / Professora Janaína Spolidorio
Janaína Spolidorio

Compreenda a DISLEXIA! Ajude seu aluno!

A dislexia foi descoberta em 1.887. Já faz um tempinho, né? Mesmo assim, parece ainda causar muita…estranheza… quando temos que lidar com ela em sala de aula. Na verdade, ocorre que nem todo disléxico apresenta as mesmíssimas características, embora tenham sim coisas em comum. Se tudo fosse igual, seria fácil também alfabetizar e veja como temos dificuldade para fazer isso e lidar com as hipóteses! Cada caso é um caso.

Segundo pesquisas, uma em cada dez pessoas tem dislexia e o cérebro do disléxico processa a informação oral de forma diferente da escrita, o que causa as dificuldades que presenciamos na aprendizagem, em sala de aula. O esforço de aprender é grande e o disléxico tem frustrações, pois não consegue acompanhar as atividades, uma vez que não são desenvolvidas para auxiliar seu tipo “diferente” de leitura.

Digo assim, porque em minhas atividades da loja, feitas a partir de final de 2015, comecei a colocar artifícios que ajudam um pouco o disléxico durante a leitura ou mesmo na atividade a ser realizada, que são marcadores diferentes visualmente e barreiras visuais, que, em um primeiro olhar, parecem parte natural da atividade, mas foram colocados exatamente com o intuito de diminuir a dificuldade de alunos disléxicos.

dislexia

Geralmente o professor nota que o aluno está com mais dificuldades do que deveria e pede uma avaliação aos pais. Não é uma tarefa fácil, já passei várias vezes por isso e é preciso ser delicado para conversar com os pais. Na verdade, não indico dizer logo que seja dislexia, mesmo porque é preciso a avaliação de um profissional da área para chegar a esse diagnóstico. Sugiro só indicar uma avaliação e o profissional responsável pela avaliação cuidará do andamento do tratamento.

Ocorre, contudo, que isso demora e, enquanto isso, se você desconfiar de dislexia, pode fazer leves modificações em sua aula para poder ajudar o aluno – e também seu trabalho.

Para fazer isso, primeiro é preciso notar os SINAIS da dislexia, que podem até variar, pois há mais de um tipo de dislexia. Vamos conhecer alguns sinais!

Dislexia - Dificuldades na leitura

Como expliquei, é preciso usar alguns artifícios para minimizar a dificuldade de leitura dos disléxicos! No site da loja, tenho um material que é direcionado à leitura, mas indicado para alunos que já estão alfabetizados e lendo. DISLEXIA - TRABALHANDO COM LEITURA.fwÉ uma sequenciada que não tem a necessidade de ser usada somente com os disléxicos, mas também com a turma inteira e você poderá notar que traz maior facilidade à compreensão, além da leitura.

 

Para saber mais detalhes do material, basta clicar no link ou na imagem.

O link do material é https://janainaspolidorio.com.br/dislexia-trabalhando-com-leitura.html  

 

 

Dislexia - dificuldades de escrita

A escrita é algo tão complicado para o disléxico quanto a leitura, mesmo porque, o centro da dificuldade é exatamente o processamento de informação oral e escrita.

Algo que auxilia e super recomendo, é trabalhar com consciência lexical em sala de aula. Isso ajudará tanto seuDISLEXIA - CONSCIENCIA LEXICAL aluno com dislexia quanto as crianças que apresentarem alguma dificuldade de produção de texto.

Na loja virtual tenho uma sugestão de material para trabalhar com essa estratégia de atividade, com uma sequenciada que já prevê várias situações que ocorrem no momento da escrita e propõe atividades que ajudam a criar estratégias de aprendizagem mais efetiva.

Para saber mais detalhes do material, clique no link ou na imagem! O link é https://janainaspolidorio.com.br/dislexia-consciencia-lexical.html

 

Dislexia - dificuldade de sequenciação

Claro! Se apresenta dificuldade na produção de texto, por organizar ideias, note que é natural que o aluno disléxico tenha dificuldade em sequências gerais também. O alfabeto, por exemplo, é uma sequência e pode ser um indicativo que reforça sinais de dislexia, se o aluno apresenta uma dificuldade maior do que o natural com sua ordem.

Algo que auxilia bastante neste quesito é o trabalho, além de atividades de sequenciação, naturalmente, é o DISLEXIA ESPECIAL.fwtrabalho com lateralidade e discriminação visual. Nesse tipo de trabalho, o aluno é levado a notar lados e detalhes em imagens, o que auxilia muito em parte dessa “confusão”.

Notar detalhes é algo riquíssimo para alunos com dislexia, ainda mais quando os detalhes ajudam na discriminação visual. O desenvolvimento da lateralidade e da discriminação visual ainda auxiliam – e muito – na leitura e na escrita, pois ajudam a diminuir a confusão entre letras que são, para os disléxicos, muito parecidas e podem atrapalhar sua aprendizagem. Para saber mais detalhes do material da loja sobre o assunto, clique no link ou na imagem! O link é https://janainaspolidorio.com.br/dislexia-especial-lateralidade-e-discriminac-o-visual.html 

Dislexia - tarefas difíceis

Em pequenas coisas do dia-a-dia você também pode notar a dificuldade do aluno. Nomes específicos, que podem lhe parecer tão importantes, podem passar despercebidos a ele. Concentrar-se é um dos pontos mais difíceis de se alcançar! Como ele apresenta uma dificuldade na aprendizagem exatamente do que a escola requer dele, fica difícil acompanhar algo que não faz muito sentido – ainda – para ele. A concentração, portanto, fica prejudicada e você irá vê-lo muito distraído, em várias situações.

Há alunos que são muuuuito lentos. Já tive vários desse tipo e sim, compreendo bem sua angústia, caso tenha algum aluno deste tipo. Nem todo aluno lento tem dislexia, mas grande parte dos disléxicos pode apresentar essa característica, que é, na verdade, uma consequência da dificuldade nos sistemas tradicionais que a escola impões, como atividades regulares.

Esses sinais todos que listei até aqui podem lhe indicar uma POSSÍVEL dislexia, mas lembre-se: sempre recomende que a família faça uma avaliação e não mencione a DISLEXIA, pois pode parecer dislexia e ser outra dificuldade. Explique as dificuldades que notou – e espero que esta lista que indiquei neste artigo lhe ajude! – e acrescente outros pontos de dificuldade que tenha notado. Isso ajudará a família quando buscar o profissional especializado em problemas de aprendizagem e dará indicativos, ao profissional, sobre possíveis causas da dificuldade.

No site da LOJA VIRTUAL, além dos materiais que listei durante o artigo, há outros que podem auxiliar tanto em sala de aula quanto no consultório. Vou deixar abaixo um link geral que traz TODOS os títulos, caso tenha interesse. Para saber maiores detalhes, basta clicar na imagem a seguir.

MATERIAIS DE DISLEXIA

Caso tenha notado na imagem, irá notar que um dos produtos é uma REVISTA DIGITAL. Ela contém um material bem enriquecedor sobre o assunto, que traz mais conhecimentos sobre a DISLEXIA.

Espero que tenha gostado do artigo de hoje e até a próxima!

 

 

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *