Como fazer de seu aluno um BOM produtor de textos

PRODUZIR.TEXTO.BANNER.fw

 

Produzir textos parece ser uma grande questão ainda a ser resolvida nas escolas. Antigamente, texto era texto. Nunca tive uma aula sobre gêneros textuais em toda a minha vida, enquanto aluna, e, no entanto, consigo produzir qualquer um deles. Quando estudava, não havia essa separação de gêneros ainda e os professores não se preocupavam em explicar a “estética” do texto, que hoje chamamos de estrutura. O máximo que tive foi uma diferenciação entre narrativa e dissertação.

Note que, assim como eu, muitos outros professores não tiveram essas aulas específicas, que lhes indicava como escrever determinado tipo de texto. Sendo assim, surge a dúvida: como fazer de seu aluno um BOM produtor de textos?

               Para ficar mais clara a explicação, vamos por partes…

PRODUZIR.TEXTO.1.fw

 

Bem, o primeiro passo, é ter consciência de que seu aluno não vai, de forma alguma, aprender do mesmo modo que você. A sociedade mudou, os alunos são quase que totalmente visuais e multitarefas, então, esperar que façam bons textos só porque você explicou como faz é algo fora de cogitação. É fato que os nossos alunos precisam de estímulos visuais e por isso, talvez, com a evolução da sociedade, tenhamos dividido os textos em gêneros e tais gêneros tenham ganhado estruturas estéticas para aprimorar a aprendizagem.

PRODUZIR.TEXTO.2.fw

 

Se você pensar bem, vivemos em sociedade e, geralmente, escrevemos algo para que possa ser lido. Na sala de aula, quando ensinamos os alunos a produzirem textos, dificilmente eles notam que devem escrever bem porque estão escrevendo para outra pessoa e não para eles mesmos. Eles costumam escrever o que lhes dá prazer, sem levar em consideração o leitor.

Este é um motivo “master” para péssimas produções de texto. Digo, por experiência própria em vários anos de aula. Com a tecnologia que temos, o aluno pensa ainda mais em si mesmo, desconsiderando os demais. Isso é – infelizmente, diga-se de passagem, fato. É preciso que seja enfatizado que ele escreve para os outros e não para si mesmo.

Problemas com coerência, estrutura, falta de parágrafos, entre outros, podem ser trabalhados descentralizando a atenção deles ao leitor, dentro da própria turma. Se ele escreve, consciente de que outro aluno irá ler e avaliar, o texto se torna diferente. Em pouco tempo, ele terá consciência de que deve se preocupar com a escrita, pois ela deve ter intenção. Uma boa escrita causa emoção no leitor, sem contar que deve ser entendida com facilidade.

Narrativas e textos informativos são mais fáceis de ensinar, para um início de estrutura, pois é onde fluem as palavras. As narrativas devem ser emocionantes, com problemas a serem resolvidos pelos personagens e os textos informativos devem prender a atenção do leitor para o assunto. Ambos são capazes de dar ao aluno a noção básica de que uma boa produção de texto leva em consideração o leitor, de que escrevemos para o outro e não para nós mesmos.

Técnicas de um podem ser usadas no outro. Faltam, contudo, bons materiais que levem em conta o aluno que atendemos no século XXI.

Fiz alguns materiais de produção de texto para a loja virtual, muitos deles até com propostas bem práticas. Os que vêm de encontro a uma produção mais bem estruturada são os de “Como produzir um bom texto”.

Tudo começou com um vídeo que fiz ao YouTube, no qual desenho, enquanto explico – totalmente visual, note! – como produzir um bom texto. A pedidos, acabei fazendo um material para ser usado com base no vídeo e depois, um de como produzir bons textos informativos.

Este último, em especial, traz passo-a-passo, com controladores pessoais de qualidade para o aluno, como produzir um ótimo texto informativo e vale a pena usar em uma sequencia de aulas, se estiver trabalhando com produção!

Veja a seguir os links diretos para os materiais:

COMO PRODUZIR UM BOM TEXTO.fw

 

 

Como produzir um bom texto: Clique na imagem ou no link abaixo para saber mais e ver a AMOSTRA!

Link: http://www.janainaspolidorio.com/como-produzir-um-bom-texto.html

 

 

 

COMO PRODUZIR UM BOM TEXTO INFORMATIVO.fw

 

Como produzir um bom texto informativo: clique na imagem ao lado ou no link abaixo para saber mais e ver a AMOSTRA! – super recomendo este, em especial!

Link: http://www.janainaspolidorio.com/como-produzir-um-bom-texto-informativo.html

 

 

 

COMO PRODUZIR UM BOM BILHETE.fw

 

 

Como produzir um bom bilhete: clique na imagem ao lado ou no link abaixo para saber mais e ver a AMOSTRA!

Link: http://www.janainaspolidorio.com/como-produzir-um-bom-bilhete.html

 

 

 

PRODUZIR.TEXTO.3.fw

 

 

Depois de trabalhar com a consciência produtora de textos, na qual um aluno lê e indica ao colega partes que não entendeu ou se gostou ou não do texto, em pouco tempo seu aluno saberá que está escrevendo para o outro ( um leitor ) e começará a notar o prazer em saber provocar emoção no leitor. Só então, ele estará pronto para os gêneros textuais de que tanto falamos.

Temos a tendência a trabalhar com listas, convites, bilhetes no período de alfabetização e esquecer deles posteriormente, quando é, exatamente depois que o aluno toma consciência, que escreverá esses gêneros mais simples com maior propriedade do que faz.

Os gêneros são muitos! Dos mais comuns, como bilhetes, poemas, convites, aos menos comuns, como notas ao consumidor e bulas, eles fazem parte do universo escrito ao nosso redor e merecem atenção. Se pudermos ensinar nossos alunos a perceberem, por si só, estruturas, fica mais fácil trabalhar com o conteúdo do texto.

No que se refere aos gêneros específicos, em produção de texto, a coleção do “Como produzir um bom texto” traz também um deles: o bilhete. Lancei há pouco, mas já tenho notícia de excelentes resultados para quem o utilizou.

Ficou interessado? Basta acessar o link do material para saber mais e ver a amostra!

 

Como produzir um bom bilhete:

Link: http://www.janainaspolidorio.com/como-produzir-um-bom-bilhete.html

 

Claro que ainda há muito o que se falar sobre produção de texto, mas neste artigo, em especial, paro por aqui e espero que tenha lhe sido super útil. Até a próxima!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *