Conheca a Geração Z, antes que acabe

Se você não está habituado a falar sobre a geração Z, talvez seja a hora de começar, já que você provavelmente a vê todos os dias.

Cada geração de nascimentos recebe um nome, mas nos últimos tempos, esse nome tem trocado mais rápido do que anteriormente.

Geração Z são as crianças nascidas entre a segunda parte da década de 90 até aproximadamente o ano de 2010. Sim, sua dedução está correta! São exatamente seus alunos.

A grande distinção desta geração é que nasceram num mundo já com a internet e se você acha que este grupo, em particular, é bem adiantado em conhecimento de tecnologia, não vou nem contar o que a próxima geração está preparando.

É claro que já há uma geração nova: os nascidos a partir de 2010 e estão recebendo até um nome, que é “geração Alpha”.

O quê? Qual é a diferença? São a geração Z com a energia de Red Bull e não precisa ficar desesperado com toda a agitação, pois ela é perfeitamente controlável se você souber lidar com a geração.

Estou contando tudo isso, pois se você já trabalhou com minhas atividades em sala de aula, deve ter percebido que elas dão um resultado diferente de muitas outras que você usou. A grande diferença está exatamente no fato de que eu me preocupei em conhecer a geração Z e compreendo bem qual é o tipo de mudança que temos que fazer nas atividades para que tenham um bom resultado com eles.

Nada de teorias sobre como ensinar ou sobre construção de escrita. Veja, não estou lhe dizendo que não sejam importantes. História é sempre importante. Se você não conhecer a geração Z antes que a Alpha assuma, terá problemas maiores do que os que tem hoje com essa geração, e eles logo vão virar história também.

Todos são muito parecidos na geração Z e se você conhece as características e sabe como lidar com elas, terá grandes resultados em sua aula. Falo de resultados muito mais eficazes do que os que você já teve em anos anteriores.

Para facilitar, é feita uma divisão de sete áreas de estudo para a geração: socialização, ferramentas, comércio, mídia, profissões, aprendizes e recursos.

Ah! Quando viu “aprendizes” pensou: “só preciso saber essa!”… Ledo engano. Tudo é interligado. Lembra? Eles nasceram na era da internet, portanto na era do interligado. Se você se concentrar só na parte de aprendizes, que é o ponto mais direto entre eles e você, não vai entender o todo.

É claro que não vou conseguir falar sobre tudo aqui. Esta é apenas uma introdução ao tema e em próximas postagens vou falar de cada um deles em separado.

Compreender a geração já é metade do caminho para algumas coisas que você pode fazer. Volto a dizer que é realmente importante que você os conheça bem. Minhas conquistas em ensinar essa geração não estão no fato de que conheço bem teorias e educadores, mas sim na realidade que vivo.

Fique de olho, pois em breve escreverei mais sobre o assunto. Por enquanto, fica a dica: viva a realidade! Bem-vindo à geração Z!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *