8 modos de evitar o ESGOTAMENTO no final do ano letivo! / Professora Janaína Spolidorio
Janaína Spolidorio

8 modos de evitar o ESGOTAMENTO no final do ano letivo!

Ser professor não é uma tarefa fácil, pois mexe demais com o nosso psicológico. No final do ano, então, tudo parece ampliado para nós. Se estivéssemos em um desenho animado, as tarefas iam ser colocadas em nossa frente rapidamente, uma a uma, em forma de pastas, e em segundos estaríamos literalmente “enterrados” dentro delas.

Se durante o ano você fazia tipo umas 20 tarefas diferentes por dia, no final do ano letivo isso passa para 40 ou 50, sem mencionar a grande missão anual, que é ser responsável por desenvolver a mente de nossas futuras gerações. O que você faz em aula, com os alunos, irá refletir imensamente no futuro deles e de todos os que os cercam e pode chegar a ter impactos enormes!

Professor é muito mais!Em poucos minutos, uma professora pode se tornar um negociador, uma enfermeira, um treinador… são tantas tarefas, tantos papéis, que fica até difícil falar sobre todos! Houve até um ano em que fiz uma lista das tarefas que temos em nossa função de professor, que são de outras profissões, e reuni em postagens no Facebook. Achei tão bacana, que acabei criando até uma pasta no meu Pinterest com os banners.

Coloquei um deles aí ao lado, mas se quiser ver os outros, basta clicar na imagem ou no link https://br.pinterest.com/austenbr/sou-muito-mais-que-um-mero-professor/

 

Seguir o planejamento, reuniões com pais, professores e coordenadores, avaliações, relatórios… tudo isso pode nos levar ao final do ano para um esgotamento, que dependendo do caso, pode chegar a ser um burnout, que é um esgotamento profissional.

Como estamos próximos do final do ano, decidi dar algumas dicas de como evitar esse esgotamento. Elas até valem bem para o ano inteiro, mas como tudo fica ampliado agora, talvez sejam bem úteis.

Evite o esgotamento!

 

Com esse título, você deve estar pensando: “Como é que ter que acordar mais cedo do que eu já acordo pode me ajudar com o esgotamento?”

Eu também pensava assim… antes de experimentar, claro! Como tenho muitos anos de sala de aula, já comecei aulas de todas as formas, um pouco antes, um pouco depois, em cima da hora. Nos dias em que eu chegava na sala e os alunos já estavam sempre tudo era mais acelerado e me parecia pior até chegar junto com eles. Quando eu chegava depois, eles já tinham resolvido alguns conflitos de entrada. Quando chegava junto com eles, em cima da hora, tinha que resolver alguns conflitos de entrada.

Quando descobri a diferença de chegar antes ( não muito, tipo 10 minutinhos só! ), nunca mais fui a mesma e nem minha aula. Chegar antes, me dá a possibilidade de arrumar o que preciso, pegar o que será necessário no armário e até, dependendo da aula, já deixar as mesas preparadas ou já deixar a lição do começo da aula na lousa (essa última é fantástica! Se puder experimentar por uns 3 dias, verá a diferença. Os alunos chegam até mais calmos, e já pegam seus cadernos, ficam muito mais comprometidos, mesmo que seja uma lição pequena, tem um efeito enorme na sala).

Na verdade, chega a ser um pouco psicológico mesmo. Quando você chega uns minutinhos antes, fica melhor preparada para o dia e a sala fica sob um controle maior do que se chegar em cima da hora ou atrasada. Vale a pena experimentar!

Evite o esgotamento!

 

Tarefas para fazer é algo que nos persegue e aumenta a cada dia na profissão professor. Quanto mais fazemos, mais parece que temos que fazer.

Na verdade, temos a impressão que todas as tarefas de nossa “lista” são prioridade, mas isso não é verdade. Se você for anotar o que deve fazer, certamente vai tentar de várias formas, categorizando, numerando, com post-its, lembretes de geladeira, lista de cores… há muitas formas de fazer listas, mas como temos muitas coisas variadas para fazer, elas podem não ser muito funcionais.

Ao fazer listas, não importa o que puder cortar dela, as tarefas se amontoam. Por onde começar? O que faço primeiro? Será que consigo fazer tudo?

Bem, a má notícia é que provavelmente você nunca vai conseguir riscar todas as tarefas da lista em pouco tempo, então aceite o fato de que deve fazer uma coisa por vez e este é o primeiro passo para evitar o esgotamento.

Agora, o grande segredo do controle da lista é a palavra PRIORIZAR, senão o próximo item que terá em sua lista é “ter uma crise de esgotamento nervoso”. E sabe qual é o modo mais efetivo de priorizar a lista? Não? Bem, divida suas tarefas em três CATEGORIAS específicas: TENHO QUE, TALVEZ EU FAÇA e QUEM SABE UM DIA…

Essas categorias específicas ajudam demais. Cobrir de glitter as letras do painel de aniversariantes, por exemplo, seria uma tarefa de “quem sabe um dia…”. Fica diferente e chamativo, mas não pode ficar na frente, na lista de tarefas, de preencher o relatório de seu aluno, mesmo que seja muito mais divertido usar o glitter, que pode “ajudar a relaxar”. Enquanto você ACHA que está relaxando, inconscientemente sua mente ficará assombrada com a tarefa de fazer o relatório, porque ele é PRIORIDADE, em relação ao glitter do painel.

Evite o esgotamento!

 

Professores cuidam dos pais, dos alunos, das famílias… da própria família. Temos relatórios para fazer, avaliações para corrigir, e-mails para verificar, louça para lavar, janta para cozinhar… e quando é sua hora? A hora de cuidar de você?

As tarefas consomem tanto, que o tempo para você fica curto… ou inexistente… Uma coisa que falo sempre que posso é que a tarefa principal do professor, na escola, deveria ser a aprendizagem do aluno. Nada de coisas extra e esse foi um dos pensamentos que me levou a fazer lições prontas para o professor usar: ter mais tempo para ele, em lugar de passar horas vasculhando lixo na internet. Lixo é o que eu sempre encontrava, quando buscava lições para usar. Tudo muito igual, um copiando do outro e lições “lixo”. Digo assim, porque sabemos o quanto é difícil encontrar coisas de real qualidade. Depois de muito vasculhar, ter literalmente perdido uma ou duas horas olhando coisas iguais, repetitivas e de pouca qualidade, tinha que eu mesma fazer, começando do zero, algo de qualidade. Felizmente, por ter formação em design gráfico, sempre tive facilidade para a montagem das atividades,a final de contas, formada em Letras e WebDesign, programas como Fireworks, Writer, Photoshop e Illustrator me auxiliavam muito na elaboração do material. Sem eles e sem minha formação, certamente não sairia igual e eu levaria muito mais tempo para fazer.

Pode parecer difícil, mas especialmente nesta época de final de ano letivo, tente ter mais tempo para você: faça um passeio divertido com a família ou amigos, vá ao shopping, passeie pelo parque, sem preocupações. Na verdade, adicione à sua lista de PRIORIDADES o “tempo para você” como TENHO QUE.

 

Evite o esgotamento

 

Ok, esse é um tipo de extensão do “tempo para você”. Na verdade, essa dica ajuda muito.

Sabe, quando me dizem que dentro do meu salário está incluída a hora atividade que faço em casa, sempre acho que estou sendo enganada e que aquilo é uma farsa, pois ter 2  horas semanais inclusas no salário para trabalhar em casa não pagam nunca o tempo que tenho que trabalhar, que é quase sempre.

É exatamente assim que sempre me senti. Não sei se já ouviu, mas eu já: “Estamos pagando pela sua hora atividade. Não fez em casa por quê?”

Na verdade, quando ouvi isso – e não foi uma vez só – foi porque dediquei muito mais do que me pagaram para trabalhar em casa a algo que era minha prioridade na escola, mas a prioridade da outra pessoa era outra. Eu queria, por exemplo, preparar atividades para um aluno ter avanços antes ainda do conselho e era cobrada por um relatório que só ia conseguir fazer depois dessas atividades. Sempre assim comigo… não sei se com você acontece.

O segredo é argumentar e explicar o que você faz em casa e limitar ( não é tentar! É limitar! ) o tempo de trabalho em casa. Certamente temos que dedicar nosso tempo em casa para algumas tarefas da escola, mas não o tempo inteiro. Tire tempo para você, leia um livro, compre uma bolsa nova, faça um novo prato delicioso, saia para uma balada… pense em você.

Evite o esgotamento!

 

Não estou falando para estudar, por você ser um professor.

Na verdade, quando digo estudar, seria presencialmente, em uma turma. Pode ser um curso livre, uma nova faculdade, uma palestra, um evento.

Mesmo no final do ano, quando estamos mais atarefadas, ver coisas novas pode ajudar muito a evitar o esgotamento. Quando estudamos, aprendemos coisas novas, ficamos em novos ambientes e conhecemos pessoas novas. Tudo isso ajuda muito a distrair nossa mente.

Seu estudo, como disse, não precisa ser sobre sua profissão. Se você gosta de se maquiar, faça um curso de maquiagem, por exemplo. Ou se gosta de dançar, entre em uma turma de dança. Em todas essas atividades você também estuda, de certa forma, mas estuda coisas diferentes, que não são consideradas acadêmicas, mas são aprendizagens. Além de se divertir em novos ambientes, você ainda estará acrescentando energia para você mesma e verá a escola com novos olhos, por mais diferente que seja o curso.

Veja meu caso! Gosto demais de estudar, mas nunca estudo na mesma área. Primeiro fiz letras, depois me formei em web design ( porque gosto de design de internet, mas curto também programação, então esse curso juntou as duas coisas ), até fiz duas pós voltadas para a área de educação, mas recentemente optei por uma área diferente, que amo, por conta da visão estratégica: o marketing digital. São coisas diferentes, mas todas acrescentaram qualidade ao meu trabalho como professora, pois ampliaram muito minha visão.

Coisas diferentes nos fazem bem e podem ser acréscimos à nossa vida e ao nosso trabalho.

Evite o esgotamento

 

Não me entenda mal! Não quero lhe dar mais trabalho com registros.

O caso é que o esgotamento de final de ano tem uma tendência a nos fazer ver tudo pelo lado negativo. Prova disso é o conselho de classe. Ele é feito para ver o FRACASSO. Sempre querem saber quem NÃO conseguiu e o trabalho que você conseguiu, os avanços, ficam de lado.

Nunca participei de um conselho de classe com “vibe” positiva, mas sempre fui para eles vendo o lado bom da vida escolar, porque tinha meu caderninho.

Não sou lá muito de registrar, mas algo que sempre achei importante fazer é registrar o SUCESSO que consigo. É ele quem evita meu esgotamento e me faz ver a beleza da área educacional.

Tire um tempinho e registre, em tópicos mesmo, bem simples, os seus sucessos deste ano. O legal é fazer o ano inteiro, mas se parar meia horinha para refletir, tenho certeza de que vai perceber o quanto teve sucessos durante o ano e isso fará muito bem a você!

Evite o esgotamento

 

Já falei do tempo para você e do limite do trabalho em casa, mas não tinha ainda falado do dia da “saúde mental”.

Sei que essa época é corrida e difícil com horários, mas se estiver se sentindo muitíssimo cansada, é exatamente disso que você precisa. E pode colocar como primeiro na lista de prioridades.

O dia da “saúde mental” é um dia INTEIRO que você dedica a você. Tipo acordar e já ir para o cabeleireiro, ficar deslumbrante, depois almoçar naquele restaurante que faz tempo que você quer ir, degustando muito cada garfada, comer aquela sobremesa que você devora com os olhos há meses, passear pelo parque à tarde e andar um pouco de bicicleta, levar um livro “água com açúcar”  junto para o parque e ler sossegada no banco e terminar a noite com uma boa taça de vinho, bem relaxante.

Não importa sua programação, adeque-a de acordo com suas preferências, mas tenho certeza de que no dia seguinte irá se sentir renovada!

Evite o esgotamento

 

Nesta época, há quem até se esqueça de passar no banheiro durante a aula, mas uma coisa que não podemos descuidar é da alimentação.

Procure equilibrar suas refeições e, principalmente, se desligue dos afazeres na hora da alimentação.

Prefira pratos que sejam equilibrados, dentro de suas preferências, pois eles irão lhe dar a energia que precisa para sua jornada. Procure se alimentar a cada três horas. Pode ser uma fruta, uma barra de cereais entre as refeições, mas isso é importante para seu corpo.

Bem, espero que tenha gostado das dicas e até a próxima!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *