ALUNOS MAIS CALMOS!

Sabemos que as crianças de hoje têm uma tendência a ficar aceleradas e nem sempre conseguimos manter o foco dos alunos, mas a boa notícia é que SIM! Eles podem ficar mais calmos, menos “fofoqueiros” e muito mais interessados em suas aulas.

ALUNOS CALMOS.1.fw

 

O primeiro passo é REALMENTE conhecer seus alunos. Não digo conhecer cada um deles, mas uma característica geral que TODOS POSSUEM: o dedinho de condão.

Quem já leu meu livro AULA – OS SEGREDOS sabe exatamente do que estou falando. Nossos alunos possuem dedinhos de condão, pois nasceram em uma época em que o digital já existia, por esse motivo eles NÃO separam o online do off-line.

Não digo que seja necessário você ser um professor super conectado em aparelhos ultra tecnológicos. O importante é compreender como funciona o modo de pensar de alguém que nasceu depois que tudo já estava digital e não vê a mesma diferença que você.

Só de entender esta parte, já será uma grande diferença, pois suas estratégias de aula certamente funcionarão de outra forma. Na verdade, pequenos ajustes no que você tem em sua classe e ao seu dispor bastam!

No livro AULA – OS SEGREDOS deixo bem mais detalhados, note que é um capítulo inteiro sobre o assunto e ainda é um capítulo divisor, ou seja, anterior à todas as mudanças necessárias para uma classe bem mais calma. Como este é um artigo, vale a dica!

 

Se ficou interessado no livro, ele pode ser adquirido no link http://www.janainaspolidorio.com/aula-os-segredos-com-frete-incluso.html

 

  ALUNOS CALMOS.2.fw

 

Se você entendeu direitinho o caso do dedinho de condão e passou a pensar em seus alunos de uma forma diferente, deve ter notado que se eles têm dedinhos de condão, têm também dificuldade para notar o mundo ao redor.

Sim! Essa dificuldade existe, pois eles têm tudo muito fácil e quase todos sofrem de um grau maior ou menor de ansiedade crônica. Por esse motivo ficam tão agitados e muitas vezes não prestam atenção.

Não se desespere! É uma questão apenas de ajuste e torno a afirmar que ELES PODEM SIM FICAR MAIS CALMOS. E quando ficam mais calmos sofrem uma transformação gigantesca.

Saber que ele precisa se enxergar, de modo a perceber suas próprias ações é outra estratégia não tão complicada e que pode levar a sala para uma grande melhora. É o efeito espelho.

Eles tendem a contar coisas que outras crianças fizeram o tempo inteiro e isso pode prejudicar muito a aula e o rendimento de todos. Não percebe que se tornou repetitivo e que todos falam a mesma coisa, mas de modos diferentes. O pior: nada daquilo parece ser importante na aula.

A questão é que SIM, é importante, porque é exatamente o que os está impedindo de prestar atenção e ficarem mais calmos. É preciso encontrar modos de ALIVIAR o que o aluno tem a dizer, de forma coletiva, fazendo-o notar de DE NOVO aconteceu a mesma coisa e pedir à turma sugestões para resolver o problema CONTÍNUO é uma boa solução. Com o tempo, os alunos deixam de prestar atenção, pois sabem que é repetitivo e já sabem até como solucionar e se tornam mais calmos e concentrados.

Em meu livro AULA – OS SEGREDOS mostro uma estratégia que usei em três turmas, com grande sucesso e explico detalhadamente como fazer.

O link para adquirir o livro é http://www.janainaspolidorio.com/aula-os-segredos-com-frete-incluso.html

 

Certamente muitos outros fatores podem contribuir para que a turma fique mais calma e as estratégias que acumulei ao longo dos anos dariam mais uns dois livros! Muitas outras podem ainda ser planejadas e obter um bom sucesso em aula, mas para não ficar um artigo muito extenso, paro por aqui com essas duas dicas bem preciosas! Se você parou para refletir sobre elas, já está a caminho de uma mudança positiva com a turma! Espero que tenha gostado das dicas! Até a próxima!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *