Dicas para uma boa REUNIÃO de PAIS

Reunião de pais é coisa séria e uma reunião bem feita, no começo do ano, é essencial para o relacionamento entre pais e professor/ escola.

É na reunião de pais que as primeiras impressões ficam! O pai vai perceber se sente segurança com o professor ou não. O professor perceberá quais pais precisam de mais atenção.

Certamente há vários tipos de pais e de professores e nem sempre é fácil ter uma reunião tranquila, de início. Há pais tranquilos e pais inseguros, pais omissos e pais super preocupados. Há professores detalhistas e professores generalistas, professores visuais e professores orais.

A questão toda é que nem sempre é possível agradar a todos, nem pais/ professores e nem professores/pais. O que é possível fazer, contudo, é preparar uma boa reunião de pais, firme e bem estruturada. Independente das opiniões dos pais e da escola, uma boa reunião sempre causa suspiros de satisfação. Reunião bem planejada tem como resultado professor tranquilo e pais seguros.

Há vários tipos de reunião e vários recursos que podem ser usados com ela! Tenho até uma REVISTA DIGITAL sobre o assunto na loja, embora não fique muito em evidência! Como o assunto é muito tratado nesta época, tanto pela coordenação quanto pelos professores, achei legal mencionar o material, pois ele traz dicas importantes e também materiais para usar antes da reunião e também durante, super prontos para imprimir e usar.

 

 REVISTA.NOVEMBRO.2014.fw

Se ficou curioso e quer dar uma olhada melhor no material, clique aqui!

 

 

 

 

 

 

Para início de ano, acho mais condizente a reunião COLETIVA, pois ainda não conhecemos os alunos e é a oportunidade de ouro do professor se apresentar. Uma boa apresentação logo nesta primeira reunião poupa muito trabalho depois! Veja a seguir algumas dicas para a primeira reunião:faixa 1 - bullet.fw

 

 

 

Nunca ouviu o termo “bullet”? Bullet significa, na verdade, bala ( tipo de tiro ). O termo, contudo, tem a ver com o tipo de texto ITENS, que são mensagens rápidas, uma abaixo da outra, que têm a mera intenção de informar rapidamente.

Recados têm a intenção de informar, portanto nada melhor do que deixar na lousa, em um canto, somente os recados “bullet”. Se você me perguntar, acho melhor deixar para dar os recados ao final da reunião, porque sempre há aqueles pais que chegam atrasado e entram no meio. Ler e explicar rapidamente os recados no final garante que todos estejam presentes e o formato “bullet” permite rapidez e eficiência.

Você pode ainda entregar uma folha com os recados “bullet” para os pais, garantindo que possam levar a informação para casa e não se esqueçam dela. Como são informações breves, ocupam pouco espaço e podem ser impressas em um local pequeno.

faixa 2 - mistureba.fw

 

 

 

 

Quer saber algo péssimo em reunião de pais? A ‘mistureba’!!!

Ah, quer saber o que seria uma mistureba na reunião de pais? Simples!

Mistureba é quando o professor não sabe separar os assuntos. Recado é recado, forma de trabalho é forma de trabalho, instruções são instruções e assim por diante.

Quando você organizar a reunião – e sua apresentação, tome o cuidado de separar categorias de assuntos. Quando a reunião fica com tudo junto, causa uma sensação de bagunça, é a “mistureba”.

Uma dica legal é colocar categorias em uma tabela – feita à mão, tipo rascunho, mesmo! – e inserir os assuntos embaixo das categorias. Correção é forma de trabalho, horário é recado, aniversários são instruções… Quando você fala de uma categoria por vez, pode não parecer, mas o pai sai da reunião com uma impressão muito melhor de sua reunião. Ele tem a sensação de que você é organizada, pois psicologicamente falando, o fato de categorizar teve um efeito positivo nele.

Muitos professores não pensam nesta categorização, apenas acrescentam assuntos aleatórios, como itens, em uma lista de “reunião de pais”, mas posso garantir que essa separação de assuntos vai deixar sua reunião muito melhor!]

faixa 3 - exemplos.fw

 

 

 

 

Sabe algo que tem um efeito devastadoramente positivo na primeira reunião? Exemplos reais.

Me lembro uma vez, quando o Artur estava ainda no maternal. Ele tinha saído do berçário e iria para o maternal. Na reunião de pais, a primeira do ano, a professora explicou que os alunos teriam uma bolsinha de itens pessoais. Claro que os itens estavam na lista de materiais pedida pela escola, mas não estava exemplificada.

Algo que me chamou a atenção, positivamente, foi que ao falar dos itens pessoais, a professora mostrou uma bolsinha com os exatos itens que deveriam ficar lá. Todas vimos como seria montada a tal bolsinha. Ponto para ela!

Para o professor, pode parecer óbvio como organizar certas coisas, mas não é tão óbvio assim para os pais. Ter um exemplo real de certos materiais ou até de formas de trabalho é super positivo e traz efeitos sensacionais para a reunião.

Vai explicar que sua forma de correção requer um clipe e o clipe deve ser mudado de posição na folha quando o aluno corrigir, em casa, a lição? Mostre isso na reunião, enquanto explica sua forma de correção. Vai falar sobre o que deve ir dentro do estojo? Deixe um estojo de amostra!

O motivo dos exemplos reais é simples! Somos todos muito mais visuais. O que vemos é mais fácil de guardar, então nada melhor do que usar recursos visuais.

Tenho formas de trabalho bem estruturadas. Quando explicava sobre o caderno quadriculado para os pais, sempre mostrava um, exatamente com o quadriculado que queria e ainda passava o caderno entre eles, com uns dois exemplos de lição que eu tinha montado, só para enfatizar o quão importante era ter o caderno e como seria o uso. Desta forma, os pais não só compreendiam que deviam realmente comprar, como também sabiam exatamente como seria usado.

Claro que há outras dicas possíveis para a primeira reunião e se você tem alguma, escreva nos comentários! Para as próximas reuniões, sugiro mesclar o tipo de reunião. Não há somente a coletiva e eu, particularmente como mãe de aluno, não curto que sejam todas coletivas. Talvez por esse motivo tenha feito uma boa pesquisa e sempre tentei diversificar meu tipo de reunião. Diversificando, o pai não vai com a ideia de que ‘é sempre a mesma coisa’ e até é possível aumentar a audiência e os resultados!

Bem, fico por aqui hoje, mas na quinta tem mais dicas legais para suas aulas! Espero que tenha gostado do texto de hoje.

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *