GRÁTIS – Atividades STEM – A flor do lado de lá

Eba! Hoje é dia de falar de paradidático… e não é qualquer paradidático, é o meu paradidático de coração.

Eu e este livro temos uma loooonga história de magistério. Conheci ele lá no ano de lançamento, em 2001. Eu tinha um primeiro ano, em um projeto especial de meu município, quando colocaram séries de primeiro ano experimentais em escolas de Educação Infantil, por conta da estrutura. Claro, tinha um lance de mudança de idade do primeiro ano e coisa e tal.

Fato é que eu estava na sala dos professores, onde havia uma biblioteca improvisada, e me deparei com o livro A FLOR DO LADO DE LÁ. Não conhecia ainda ( claro! ), era novinho, em ano de lançamento, e ele parecia brilhar no meio dos demais, naquela prateleira ( sim, vejo o mundo desta exata forma, em movimento, com efeitos especiais…rsrsrs… ). A PAP ( tipo de coordenadora, para simplificar ) estava na sala e me deu aquele olhar… “mas esse livro?” Realmente… grande parte dos livros ali eram bem infantis para minha turma, que era a mais velha da escola. Era um primeiro ano único também, ou seja, não tinha nem no período contrário outro primeiro ano.

A questão toda é que A FLOR DO LADO DE LÁ era um livro SEM TEXTO, daqueles que você olha e pensa que é para criança pequena mesmo, de infantil. Todas as pessoas com as quais convivi tinha o… hábito… de não enxergar o potencial deste livro. Na verdade, às vezes acho que tenho algum problema…rsrsrs… porque vejo potencial onde mais ninguém enxerga. Acho até que deve ser uma questão cultural, porque se pensarmos bem, não estimulamos a criatividade nos alunos. Criatividade é algo que tenho desde muito pequena – um dia conto o caso do boneco de papel, de quando eu tinha só dois aninhos de idade! O Artur, meu filho,  sempre teve esta mesma criatividade e até uma de suas professoras, todas as vezes que me via, dizia que admirava a criatividade dele – mas também é outra história.

Eu atribuí tanto potencial a este livro, que já usei ele com primeiros, segundos e terceiros anos do fundamental 1 e TAMBÉM ( PASME! ) em aulas de sétimo e oitavo ano do fundamental II, disciplina de inglês – não tem texto, então quem diz que língua deve estar, sou eu…kkkk. Muito útil, por sinal, e com alunos de olhos estalados, para ver o que iria acontecer.

O autor Roger Mello foi um gênio ao fazer o livro. A narrativa alterna imagens em preto e branco e coloridas, sendo que as de preto e branco são reflexivas e as coloridas, de ação.

O livro conta, basicamente falando, a história de uma anta que encontra uma flor e se apaixona por ela, só que ela está na ilha vizinha, que descobrimos durante a narrativa que não é uma ilha e sim o topo de uma baleia gigantesca. Sua intenção é pegar a flor e ela passa por diversas aventuras para poder fazê-lo. O final é, no mínimo, surpreendente.

O livro traz ganchos para trabalhar mamíferos – ou animais em específico, se preferir, ecologia, arte, escrita da história, já que não tem texto e algo que é o que nos interessa aqui e nem todos enxergam de princípio: o STEM.

Lá em 2001, muito antes de surgir a nomenclatura STEM ( ciências, tecnologia, engenharia e matemática ) eu já tinha diretrizes da Secretaria de Educação para trabalhar com o famoso “lego” em aula. Ao ver o livro, a primeira ideia que tive não foi nada daquilo que falei acima, que seria o normal, e sim que daria um baita projeto de “lego”. Mais à frente, anos depois, cheguei a usar com outros materiais também a mesmíssima proposta e os alunos sempre AMAM trabalhar com ela.

Bem, a problemática do livro é exatamente que a anta chegue ao outro lado. Eu leio com os alunos o livro até a parte em que a anta quer a flor e antes de continuar faço a proposta: “O que poderia ser feito para que a anta alcance a sua desejada flor?”

Você pode dar aos alunos pecinhas tipo lego ou ter uma caixa de “bugigas” com elementos de construção como palitos, elásticos, cola, algodão ( sim, muito útil! ), clipes, recicláveis etc. Os alunos ficam em grupos e você faz a proposta. É legal ter uma representação da cena, para testar as invenções. Na primeira vez, fiz bem simples: usei uma bacia com potinhos que eu mesma segurava para fazer as ilhas e os alunos testavam as hipóteses ali mesmo. Vi toda sorte de projeto: foram pontes, aparelhos supostamente voadores, tipos de embarcações e até catapultas.

É sempre surpreendente trabalhar com A FLOR DO LADO DE LÁ! Quando fiz a primeira vez, a PAP ( aquela coordenadora ) acompanhou o projetinho que fiz e ficou surpresa. Ela mesma admitiu que achou estranho eu ficar tão animada com o livro, sendo que eu tinha alunos “grandes”, de primeiro ano, mas se surpreendeu com o potencial do livro, especialmente no que dizia respeito ao que hoje chamamos de STEM. Foi bem compensador o trabalho, tanto que rodei São Paulo atrás de uma livraria que tivesse o livro para vender ( em 2001 não era comum comprar na internet ainda ). Não sosseguei enquanto não comprei A FLOR DO LADO DE LÁ. Naquele ano eu estava naquela escola, mas era um projeto, então como todo projeto, terminou e fui para outra escola.

Para poder incentivar ainda mais sua curiosidade e para que seja um trabalho BACANA na sala de aula, fiz um material GRATUITO que traz tanto impressos para usar durante a aula com STEM quanto um especial sobre o animal ANTA e você pode fazer o download a seguir.

Peço em troca que NÃO SEJA DIVULGADA A ATIVIDADE EM GRUPOS DE WHATSAPP, FACEBOOK ou BLOGS de outras pessoas. Se achou interessante, indique MEU BLOG para que outros possam também fazer o download. Temos muita picaretagem na web e é assim que ela nasce, colocando materiais que não são seus em lugares indevidos. Como está lendo meu artigo, tenho certeza que não faz parte deste pessoal super desonesto que encontramos por aí! Se o material fui eu quem fiz, a pessoa deve procurar o que EU escrevi no blog e não outra pessoa, infelizmente há pessoas que se aproveitam de material alheio para “fazer fama” na web. Não sei o que é mais lamentável: a pessoa que faz isso ou quem a segue… triste… além de não produzir, atrapalha quem faz.

Bem, vamos à coisas alegres! Clique no banner a seguir para fazer o download das atividades GRATUITAS que EU preparei para você. Espero que goste e, se usar, ficaria muito feliz de dar um feedback nos comentários do MEU BLOG! Até a próxima!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *